Site Overlay

BELÉM DO PARÁ

BELÉM DO PARÁ

O barco de açaí que chega ao mercado Ver-o-Peso de madrugada é um dia na cidade de Belém, Estado do Pará. Cestas recheadas de frutas exóticas, peixes amazônicos e temperos de todos os aromas e sabores disponíveis no mercado são apenas o primeiro passo para explorar a capital paraense. Belém do Pará é muito tensa em todos os sentidos e é uma cidade que vale a pena conhecer, não apenas visitar. Quanto mais rápido você ficar viciado nos costumes de Pala, mais fácil será para você se apaixonar.

À primeira vista, conhecer Belém não é fácil. Na verdade, Belém é uma cidade realmente problemática, mas cheia de emoção, ostentando um povo cheio de fé, extremamente apaixonado, sempre disposto a levar toda beleza e sabor da região ao visitante que chega lá. A paixão dos Belenenses está em todos os lugares, mas certamente pode ser resumida na época do Círio de Nazaré, uma festa religiosa onde mais de 2 milhões de pessoas saíram às ruas de Belen e roubaram todos os envolvidos, mesmo aqueles que não eram religiosos. . É hora de vivenciar e entender o poder do norte do Brasil.

O que fazer em Belém do Pará

Belém é uma cidade que convida a descobrir muitas atrações turísticas e muitas tradições. É quase impossível separar essas duas coisas que estão sempre juntas. Para começar a conhecer a cidade de Belém do Pará, nada supera o mercado Ver-o-Peso, principal atração da região e onde todas as tradições se encontram. Para uma boa disposição, experimente o máximo de pratos de Pala em alguns restaurantes tradicionais de Belém.

Depois de experimentar (literalmente) um pouco de Belém, siga para outras atrações. Muitos dos principais pontos turísticos de Belém estão concentrados na área do centro histórico, formado pelos bairros Campina e Cidade Velha. Em um ou dois dias de passeio, você pode agendar um roteiro para visitar o Teatro Grand Bass, a Catedral da Nazaré, o Forte da Nazaré e todo o complexo Felice Lusitania, que inclui a Catedral Metropolitana de Belém, Cá Sa das Onze Janelas e o Museu de Arte Sacra . No final da tarde, não deixe de fazer um passeio de barco pela Baía de Guajara e Rio Guamá, e curtir um happy hour na Estação das Docas.

Para ver o verde da Amazônia, não deixe de visitar os parques em Belém. O Mangal das Garças é o mais famoso entre os turistas, mas também vale a pena visitar o Bosque Rodrigues Alves, o Museu Paraense Emílio Goeldi, o Parque da Residência e o Parque Estadual do Utinga. Se você quer uma cena maior, uma viagem à Ilha Kombu seria uma boa escolha!

Se você tiver tempo para viajar, invista em visitar áreas próximas. Na Icoaraci, você pode comprar cerâmicas marajoaras finas. Na Ilha do Mosqueiro, a melhor opção é curtir a praia fluvial, oferecendo refrescos no calor do estado do Pará. Se você está com sede de água, vale até expandir seu passeio para Salinópolis ou Algodoal, duas áreas consideradas spas pelo povo Pala.

Hotéis em Belém

Embora Belém seja uma cidade expatriada, não possui grandes redes hoteleiras. A boa notícia é que os preços geralmente são amigáveis ​​para os turistas que visitam a cidade. A única exceção é durante o Círio, onde as reservas de hotel são exigidas com meses de antecedência.

Escolher uma área para se hospedar em Belém não é difícil, pois os principais atrativos turísticos estão concentrados em uma pequena parte da cidade e exigem pouquíssimos deslocamentos. As principais áreas de hospedagem em Belém são Umarizal, Nazaré, Batista Campos e Campina, mas também há opções em outras áreas como Cidade Velha e no entorno do Aeroporto Internacional de Belém. São bairros adjacentes e muito próximos, porém, a curta distância entre eles já faz uma grande diferença em termos de segurança. Por exemplo, nem todas as áreas são adequadas para caminhadas noturnas. Portanto, a escolha deve ser muito cuidadosa.

Confira os detalhes de cada área para hospedagem e recomendações de hotéis em Belém.

Quando ir a Belém do Pará

Belém é sempre quente, com máximas o ano todo entre 32ºC e 35ºC. Marcando os melhores e piores momentos para esta viagem está a intensidade da chuva. Ao planejar sua viagem a Belém, priorize o período de junho a novembro conhecido como “Verão Amazônico”. É nesse período que a cidade recebe menos chuvas, sendo outubro o mês mais ‘seco’, com média de 115mm. A forte estação chuvosa de Belém dura de dezembro a maio, sendo março o pico da tempestade, com mais de 440 mm de chuva naquele mês. Evite viajar durante esse período para evitar pedir para esperar os dias chuvosos do passeio.

Meses chuvosos – junho a novembro;
Os meses com as estações mais chuvosas – dezembro a maio;
Alta temporada – outubro, principalmente no segundo final de semana, quando acontece o desfile principal do Círio de Nazaré.

Como chegar a Belém

Belém, capital do estado do Pará, é um dos destinos mais populares da região norte do Brasil. A principal porta de entrada para os turistas que visitam a cidade é o Aeroporto Internacional de Belém Valdecans (BEL). Apesar de estar longe da maioria das grandes capitais do Brasil, Belém é facilmente acessível através de voos diretos de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Manaus, Santarém e outras cidades brasileiras de chegada. Para quem não está voando diretamente para o seu destino, Belém pode ser alcançada com apenas um voo de conexão. Veja mais detalhes de como chegar a Belém do Pará.

Quanto tempo ficar em belém

O roteiro de quatro dias é ideal para conhecer os principais pontos turísticos de Belém e poder experimentar diferentes iguarias locais. Com o tempo, vale a pena sair da rota que envolve o centro da cidade e começar a explorar as atrações próximas.

Um pouco sobre a história de Belém

Fundada em 1616, a cidade de Belém combina a prosperidade da Amazônia com a cultura indígena e o apogeu do ciclo da borracha, que trouxe grande riqueza para a região no final do século XIX e início do século XX. Foi nesse período de enorme geração de riqueza (tanto que a cidade foi comparada a Paris) que Belém formou prédios luxuosos – como o maravilhoso Teatro Grand Bass – e se transformou em um dos principais centros urbanos da região norte do Brasil. . Hoje, como uma grande capital, Belém guarda todos os traços de sua história. É essa rica influência que faz de Belém um destino tão único e especial.

Experimente tudo o que há de novo ao visitar Belém. Desta forma, você terá um gostinho de Pala e com certeza vai querer voltar. Delicie-se com os extremos do carimbó e do jambu, saboreie os mais diferentes peixes e pratos típicos, coma castanhas em todas as suas formas (frescas é uma maravilha), visite todas as áreas verdes da cidade (são um grande santuário) e marque um horário depois da chuva (sempre aparecem). Vá com o coração aberto e deixe-se encher pela paixão do povo Pala. Boa viagem e lembre-se de deixar espaço na mala para açaí de verdade e castanhas frescas! Eles irão satisfazer seus desejos até que você retorne a Belém novamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.